O artista Billy Porter de saia no tapetão do Oscar 2019.

"Eu sempre fui inspirado pela moda. Minha avó, minha mãe, elas sempre foram elegantes. Eu cresci amando moda, mas havia um limite para as maneiras pelas quais eu poderia me expressar. Quando você é negro e gay, a masculinidade está em questão. Eu lidei com muita homofobia em relação às minhas escolhas de roupas. [Mesmo] quando tive meu primeiro contrato de trabalho na A&M Records, fiquei em silêncio por um longo tempo. Eu estava tentando encaixar no que outras pessoas achavam que eu deveria ser. Quando consegui um papel em Kinky Boots, a experiência realmente me fundamentou de uma maneira tão inesperada. Colocar esses saltos me fez sentir o mais masculino que já senti na minha vida. Foi empoderador deixar essa parte de mim livre." Billy Porter