Carteira verde e amarela.

Diz a lenda que no governo Bolsonaro o Ministério do Trabalho irá para o espaço e no lugar dele ficará a Secretaria de Políticas Públicas de Emprego, com o Paulo Guedes na direção.

A partir daí os empregados teriam duas carteiras de trabalho: a atual, que tem capa azul, e uma nova que vem aí, com capa verde e amarela.
Os empregadores que contratarem seus empregados através da carteira verde amarela só terão três obrigações: pagar as férias, o décimo terceiro e o fundo de garantia. Um tremendo avanço nas engessadas relações trabalhistas que impedem o desenvolvimento do país. Seria ótimo se acontecesse.