Apelido errado.

Luiz Fernando de Souza, governador do Rio, vulgo Pezão, foi encanado, por ser suspeito de meter a mão no jarro do dinheiro do povão em mais de 25 milhões de reais. Pezão não deveria ser chamado de Pezão, e sim de: "Mãozão."