TOFFOLI E OS MAIS REJEITADOS

O Brasil, o mundo, a galaxia e o universo querem o fim do foro privilegiado. Mas na hora do pega pra capar, Dias Toffoli, ministro do Supremo, pediu vistas do processo, jogando água fria na fervura. Por que um tróço desses, sem pé nem cabeça, que até parece vingança ? Ora bolas, ninguém tem culpa se sua excelência levou pau todas as vezes que tentou passar em concurso público de juiz de primeira instância, embora hoje ocupe cargo de ministro na mais alta corte do país. Indicado adivinha por quem?
Quanto aos mais rejeitados pela população brasileira, segundo a mídia de ontem: Gilmar Mendes, Temer e Aécio.
Baita trio.

Share

O MISTÉRIO DOS QUADROS NA PAREDE

A maioria não sabe com pendurar quadros nas paredes. Tem gente que pendura lá em cima, outros penduram lá embaixo e por aí vai.
O site Gênio Quadros desvenda o mistério de pendurar quadros na parede.
Clique aqui para acessar o Gênio.

Share

CADÊ O NEUTRO ? O GATO COMEU…

Disjuntor é aquela pecinha antenada que fica no quadro de luz da edificação, impedindo que a dita cuja pegue fogo caso ocorra alguma anormalidade na fiação.
Se a bagaça esquenta demais, ou ocorre um curto circuito, o disjuntor “cai” (desarma), impedindo que os aparelhos elétricos queimem, peguem fogo e por aí a fora.
Existe um tipo de disjuntor chamado DR que é o bicho: além de cortar o barato dos curtos circuítos e do fogo, ele também impede que as pessoas levem choque.
Mando instalar um DR e quando fui conferir, adivinha ? O eletricista não ligou o fio neutro no aparelhinho.
Sem o fio neutro o DR não desarma nunca, não serve pra nada.
Mandei soldar o fiozinho azul no lugar certo e a felicidade voltou a reinar no quadro de disjuntores.
A maioria dos eletricistas não sabe instalar DR.
É a macumba disjuntórica dos DR.

Share

NA LATA DO FREGUÊS

Preço de uma lata de tinta, de 3,6 litros de esmalte sintético, numa grande casa de material de construção situada em bairro nobre de Curitiba: R$ 3x
Preço da mesma lata de tinta em lojas de material de construção em bairros da periferia de Curitiba: R$ x
Exploração na lata do freguês; os caras não estão nem aí; cote tudo antes de comprar.

Share

VIVA O SUPÉRFLUO

Creio que foi Voltaire o primeiro a dizer que o supérfluo é uma coisa muito necessária, e o segundo fui eu.
E olha que no tempo de Voltaire, comparando-se com os dias atuais, existia uma ninharia de coisas supérfluas; hoje existem toneladas de supérfluo em cada esquina, toneladas e mais toneladas por centímetro quadrado, fazendo a felicidade de todos.
Optar por este ou aquele supérfluo é uma questão de gosto.
Há quem goste de filosofia, por exemplo, como também há quem goste de colecionar selos ou comer caviar.
Todo supérfluo é uma coisa útil, que não tem utilidade alguma.

Share